dor de cabeça benigna relacionada à manobra de Valsalva: um estudo de ressonância magnética de seis casos

a dor de cabeça da tosse não é infrequente, mas não houve nenhuma série estudada com as técnicas atuais de neuroimagem, e a terapia eficaz raramente foi relatada. Em uma grande série de ambulatórios de um hospital geral, estudamos, com ressonância magnética, oito casos de cefaleia relacionados a situações que provocam aumento súbito da pressão intratorácica (tosse, esforço, inclinação), semelhante ao provocado pela manobra de Valsalva. Um caso mostrou herniação hindbrain e outro mostrou hidrocefalia isolada. Os sintomas não diferiram entre esses dois casos e os seis casos sem anormalidade de ressonância magnética. Os sintomas iniciais apresentaram entre 49 e 67 anos de idade, e a cefaleia foi de localização e duração variáveis, principalmente global e de curta duração. Durante um acompanhamento médio de 13,3 meses, um paciente tornou-se espontaneamente assintomático, um melhorou a indometacina e dois melhoraram após o tratamento com propranolol. Propomos o epônimo, cefaleia benigna relacionada à manobra de Valsalva (como mais apropriado do que o equivalente “cefaleia para tosse”), para casos em que a cefaleia está relacionada a tais situações e lesões estruturais são excluídas por ressonância magnética ou testes semelhantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.